História

      A História da Associação Senhores Bichinhos

 

Em 1996, nasce oficialmente a associação Senhores Bichinhos, embora esta já exista desde 1993, com o objetivo claro de substituir o abate pelo controlo do número de animais errantes. Dada a impossibilidade de resgatar todos os abandonados, a associação aposta na aplicação do programa CED (Capturar-Esterilizar-Devolver) como sendo o método mais adequado ao controlo da sobrepopulação animal.

Os primeiros passos da associação deram-se na faixa costeira de Vila Nova de Gaia, zona com imensos animais abandonados e sinalizados por artigos em jornais, onde um grupo de amigos dedicou-se a alimentar cães ali residentes. Rapidamente se chegou à conclusão que se as fêmeas não fossem esterilizadas, em pouco tempo o número de animais multiplicaria, mesmo a acreditar que alguns pudessem ser adotados. Perante isto, decidiu-se esterilizar uma cadela por mês, com dinheiros particulares e explicou-se aos proprietários dos bares que seria importante não deixar de os alimentar, para que permanecessem saudáveis e não se ausentassem do local, reduzindo assim a sua exposição aos demais perigos.

Cerca de 80% das cadelas esterilizadas foram adoptadas, muitas delas por pessoas que já as conheciam e depois de saberem que já não corriam o risco engravidarem.

Para proteger os animais esterilizados, que continuavam na rua, a Senhores Bichinhos teve de oficializar a sua existência, de forma a elaborar protocolos que impedissem a captura e abate destes animais.

A falta de informação e sensibilização para a problemática, dificultaram imenso o trabalho iniciado, mas à medida que este ia sendo divulgado entre a população, os pedidos de ajuda para animais de famílias carenciadas surgiram e as esterilizações a um preço reduzido foram concretizadas, evitando uma possível entrada no canil, destes e de futuras ninhadas.

A Senhores Bichinhos foi crescendo e os eventos que permitiriam angariar fundos e divulgar animais para adopção foram-se proporcionando. Foi das primeiras associações a estar na porta dos hipermercados, a vender canetas e porta-chaves, entre outros artigos. Através das campanhas desenvolvidas, muitas outras pessoas, que recorreram por diversas vezes aos protocolos existentes entre a associação e clínicas privadas para esterilizações a baixo custo, começaram por si só a criar os seus próprios projectos, como foi o caso da Vivanimal e  o Cantinho do Tareco.

 

Atualmente, controlar a sobrepopulação animal, através do programa CED, continua a ser o principal objetivo da associação, juntamente com sensibilização da população para a importância deste programa.

A Senhores Bichinhos aplica o modelo de esterilização dos animais adotados, desde que estes tenham os critérios para tal procedimento, incluindo a vacina e o chip antes de seguirem para a nova família.

A associação ganhou o estatuto de ONG (organização não governamental) e de apoio ao ambiente, também tem apoiado a causa humanitária sendo que muitas famílias que fazem pedidos de ajuda, tem carências económicas a razão principal por muitas destas famílias não não tratarem dos seus animais. A associação tem angariado doações para poder pagar as esterilizações e cuidados de saúde dos animais destas pessoas. 

A associação Senhores Bichinhos ambiciona poder por em prática progetos de ajuda e apoio a nível nacional, como poder garantir que a ajuda chegue a todos, sobretudo a zonas menos desenvolvidas e sensibilizar a população nestas localidades.

 

 

Pesquisar